bootstrap table
8ª. edição do Salão Moto Brasil acontecerá em maio de 2018

Um dos maiores eventos do segmento de motocicletas do Brasil terá novidades em negócios, entretenimento, turismo e educação.

O Salão Moto Brasil – maior evento de motos do Rio de Janeiro e um dos mais importantes do país – já tem data para acontecer: de 25 a 27 de maio de 2018, no pavilhão 2, do Riocentro. Dinâmico e animado é esperado com ansiedade pelos amantes de Duas Rodas.

O visitante irá conferir as novidades em motos e acessórios e chegar bem pertinho de verdadeiras “máquinas”, se empolgar com as acrobacias, se divertir nos shows musicais e curtir com os amigos todas as atrações. O que fazer, ver, apreciar, experimentar e comprar com certeza não faltará! E novas estratégias darão um ar mais moderno e conectado, com o intuito de aproximar o público jovem, inclusive com ações direcionadas.

Na programação, desde novas atrações até as que já viraram marca registrada, como o 4° Bike Art Show - uma “galeria” de arte que reúne as principais tendências e importantes nomes da customização de motocicletas no Brasil. O Bike Art no próximo ano estará localizado junto com a área dos shows onde acontecerá um Festival de Jazz e Blues – pela primeira vez no evento - e também à praça de alimentação. Juntos ocuparão uma área com quase 3.000m². Também haverá as palestras diárias ministradas por profissionais, que são referência em assuntos relacionados ao trânsito e pilotagem.

Na área externa, será possível realizar alguns serviços, como por exemplo troca de acessórios e pneus. Shows com motos que fascinam adultos e crianças estão garantidos. No local também acontecerão as aulas com o piloto Leandro Mello.

A Rodada de Negócios Moto Brasil está confirmada. Com mais de 2.000 m², será um espaço destinado a um público qualificado e interessado em fazer negócios, entre eles os melhores atacadistas, distribuidores, grandes lojistas e representantes de vendas. “Acreditamos no potencial do mercado de duas rodas e esse evento dentro do evento vem para facilitar, otimizar e intensificar as negociações”, diz Gustavo Lorenzo, organizador do Salão Moto Brasil.   

O objetivo é reunir no mesmo espaço negócios, entretenimento, educação e turismo, com toda a cadeia produtiva do setor (motocicleta, triciclos, quadriciclos, peças e acessórios, capacetes, vestuário, ferramentas, lubrificantes e aditivos, financiadoras e seguradoras agências de turismo e programas educativos), apresentar os lançamentos, as novas tecnologias e facilidades para quem vive em duas rodas. A expectativa de crescimento para edição de 2018 é de 20% em relação à anterior.

Adaptações

Muitos devem ter notado a mudança do mês: antes o Salão Moto Brasil acontecia sempre em janeiro e agora será em maio. A organização avaliou os inúmeros pedidos já recorrentes dos expositores, que solicitaram a alteração de data. “Janeiro é um mês mais complicado para o mercado e para participar de eventos, principalmente para a indústria. Então sugerimos maio e a adesão foi unânime”, conta Lorenzo. Sem falar na proximidade (2 meses) com outro grande evento do segmento, que deixaria os expositores um pouco espremidos, sem muito fôlego entre um e outro. O momento econômico e financeiro, principalmente do Rio de Janeiro, também colaborou. “Decidimos dar um tempo maior para deixar a poeira assentar e fazer mais para a frente, com melhores perspectivas para todo mundo”, diz.

O mês escolhido, maio, não poderia ser melhor. Já existe um grande movimento, o Maio Amarelo, que procura chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e feridos no trânsito em todo o mundo. “É um tema muito pertinente que faz parte de uma de nossas bases, que é a educação no trânsito”, diz o organizador. O Salão Moto Brasil abraçou a causa, inclusive alterará toda a comunicação visual para um tom de amarelo, em referência ao movimento.

A quantidade de dias também foi alterada: eram 4 e em 2018 serão 3. “Temos um relacionamento muito bom com o segmento e precisamos nos adaptar com o momento e necessidades deles. E o momento é de enxugar custos”, explica.
O Salão Moto Brasil tem como apoiadores institucionais AMO-RJ (Associação dos Motociclistas do Rio de Janeiro), DETRAN-RJ, FMCRJ (Federação de Motoclubes do Rio de Janeiro), ONSV (Observatório Nacional de Segurança Viária), Rio Convention & Visitors Bureau e RIOTUR.


Salão Moto Brasil 

Na sua 8ª edição, o Salão Moto Brasil, já está estabelecido no calendário anual do motociclismo nacional e é um dos maiores do setor no Brasil. Com o intuito de gerar negócios, entretenimento, educação e turismo, o evento tem expositores das principais montadoras, fabricantes e distribuidoras de motopeças e acessórios, além de shows, atrações e um público qualificado e apaixonado por duas rodas.
Edição de 2017 em números:
 - cerca de 92 mil visitantes
 - 125 expositores com mais de 400 marcas (aumento de 30% em relação a edição anterior)
 - mais de 40 mil motos no estacionamento
 - 6.000 profissionais do setor
 - mais de R$ 10 milhões em volume de negócios
 - 1.500 motoclubes cadastrados

Mobirise

Informações Gerais

Ficha Técnica:SALÃO MOTO BRASIL 2018 

Periodicidade:Anual

Edição:8ª

Área do Salão de Negócios:2.000 m2

Área externa
(apresentações, test riders e
serviços de troca de pneus e acessórios) 8.000m2

Período de realização: 25 a 29 de Maio de 2018

Local
:Riocentro - Pavilhão 2 - RJ
Rua Salvador Allende, 6555 - Barra da Tijuca - RJ
22780-160, Brasil - veja no Google

Horários de Funcionamento:
- Dia 25.05 - 6ª-feira: 14h00 às 22h00
- Dia 26.05 - sábado: 12h00 às 22h00
- Dia 27.05 - domingo: 12h00 às 20h00


ESTACIONAMENTO

O Riocentro possui estacionamento para carros e motos, custo por veículo R$ 28,00*.
O preço acima está sujeito a alteração pois não é de responsabilidade do Salão Moto Brasil.
A gratuidade das motos está em negociação.

© Copyright 2017 - Salão Moto Brasil - Todos os direitos reservados - Desenvolvido por  Stage3